No Reino Das Formigas

Letra: joão gigante-ferreira  /  Música: Tino Flores

 

Na largura da planície

A formiga não duvida

Da certeza do carreiro

Não pergunta quem lhe disse

Da certeza dessa vida

Dos perfumes um só cheiro

 

A compasso recrutada

Passo a passo sem saber

Para além do formigueiro

Passo a passo leva nada

Leva tudo sem querer

Dos perfumes um só cheiro

 

Leva a arma apontada

Da cabeça não precisa

Basta a ordem do primeiro

Leva a morte preparada

E na vida não precisa

Dos perfumes um só cheiro

 

Diz que sempre foi assim

Que não tem tempo a perder

Toma a parte por inteiro

De joelhos chega ao fim

Perde a vida sem saber

Dos perfumes um só cheiro

 

back to top
Top of Page