O Nó Do Nosso Segredo

Letra: Joaquim Sarmento  /  Música: Alfredo Marceneiro

 

Tu és o vento que corre

No meu peito acorrentado

És o trovão que percorre

Todo o palácio encantado

Do meu destino, meu fado

 

És a lição que me envolve

Os meus sonhos madrigais

És a gaivota que cobre

No seu voo de asa nobre

Os meus beijos e os meus ais

 

Na praia ficamos sós

Os corpos cheios de areia

Cantei despida e alada

Ao longo da madrugada

Só nós dois e a lua cheia

 

Era azul o firmamento

Estava o mar quieto e ledo

Já o navio partira

E um búzio redescobrira

O nó do nosso segredo

 

back to top
Top of Page