helena sarmento

FADO INTERVENÇÃO

FADO AZUL (2011)
FADO INTERVENÇÃO

Lyrics

São de fome e de marfim

Estes olhos moribundos

Uma Terra e tantos mundos

No mundo que existe em mim

 

Deitados no pó da morte

Sem ter Deus por companhia

Sempre noite em pleno dia

Este-oeste-sul-ou-norte

 

É da guerra que te canto

E da fome que há no Mundo

É deste sofrer profundo

Que do mártir faz um santo

 

Santo inútil e gelado

As botas marchando a par

Eco d´armas de matar

Com sangue escrevendo fado

 

Se canto do coração

Um sofrer habituado

Dizem que é pequeno fado

O Fado do Coração

 

Eu também existo em mim

Se morro também sou eu

E a morte é sempre um breu

Sem asas de serafim

 

Que cante um fado de guerra

Que cante o do coração

È sempre de intervenção

Se a voz me sabe a terra


Songwriters

joão gigante-ferreira / Tino Flores
Hits 1568
« CANÇÃO DO DESTERRO (EMIGRANTES) FADO AZUL Songs
Top of Page